Discernindo os Inimigos da Família

SERMÃO N° 41 – 13.10.2014 | Tema: Discernindo os Inimigos da Família

Quebra-gelo: Existem coisas boas que muitas vezes se tornam nossos inimigos. Você concorda com isso? Por quê?

Textos Bíblicos: Efésios 6.10-12, Hebreus 12.4, Miquéias 7.6-7

Introdução: Edificando na Rocha, foi o tema da célula passada. Procuramos mostrar que não existe edificação sólida se não entendermos alguns princípios básicos, ou seja, só existe uma fonte, precisamos conhecer e andar na palavra e buscar de Deus um espírito humilde diante de Deus e das pessoas. Hoje gostaríamos de desafiá-lo a buscar em Deus a capacidade de discernir alguns inimigos da família que estão presentes e muitas vezes destroem e ferem a casa.

O texto de Miquéias se refere a um período de grande decadência espiritual e moral do povo de Israel e nos mostra que nesse período de decadência espiritual e moral a família foi profundamente afetada e os membros da casa começaram a lutar uns contra os outros, já não conseguiam mais caminharem juntos. Creio que não estamos longe dessa realidade, em virtude da grande decadência espiritual e moral do nosso tempo a família está profundamente afetada e os membros da família acabam vivendo como se fossem inimigos, começam a guerrear entre si e se enfraquecem. Precisamos voltar para Deus e discernir a vontade do Senhor.

1).Temos uma luta para guerrear (Efésios 6.12 e Hebreus 12.4) – A palavra de Deus nos ensina que a nossa luta não é contra pessoas feitas de carne e sangue e sim contra uma estrutura maligna que trabalha para destruir todos os valores que podem trazer vida ao nosso coração e consequentemente ao coração da família. Hebreus 12.4 afirma que em nossa luta contra essa estrutura pecaminosa não temos sido perseverantes. Se queremos uma família abençoada precisamos lutar contra a nossa própria inclinação para o pecado e perseverar em Deus.

2) Para vencer essa luta eu preciso de Deus – (Efésios 6.10-11) – “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda armadura de Deus, para vencer”. Sem Deus, sem a presença dEle em nossas vidas, em nossas casas não teremos vitória, nos revestiremos da armadura errada e perderemos a guerra. Na luta contra o pecado, precisamos de Deus. Na luta contra as astutas ciladas das trevas, precisamos de Deus. Nas lutas do nosso próprio coração, precisamos de Deus.

3) Precisamos fazer a escolha certa (Miquéias 7.7) – “Eu porém, olharei para o Senhor e esperarei no Deus da minha salvação; o meu Deus me ouvirá”. – O caos estava presente, mas o profeta fez uma escolha. Olharei, esperarei e Ele me ouvirá. Olhar e esperar significa se render, significa não aceitar a destruição, significar lutar pela restauração. É romper com toda passividade destrutiva e buscar em Deus a vitória e a cura. Ele está esperando a sua escolha. Qual tem sido a sua escolha? Tem olhado, esperado na certeza de que Ele ouvirá?

 

Conclusão: Muitos estão guerreando a guerra errada por falta de entendimento. O Diabo luta para destruir a vida, mas Jesus veio para destruir as obras do Diabo (I João 3.8) e trazer vida abundante (João 10.10). Você quer? Levante a sua mão e vamos orar.

Seja amigo e não inimigo dos seus familiares

Deixe um Comentário

Powered by WordPress | Desenvolvido por: Fabricio Soares